Diocese de Garanhuns


Notícias Diocese  15/04/2017

Insegurança pública é o principal problema de Pernambuco

Foto da mutidão aos pés do Cristo do Magano, na cidade de Garanhuns, na manhã da sexta, dia 14. Muitos católicos das paróquias do Vicariato Centro, cidade de Garanhuns, começaram a caminhada na madrugada, saindo de todos os cantos  da cidade.

A meditação do sofrimento de Cristo, os cânticos devocionais e a piedade popular foram a tônica da celebração. A dor de Cristo em nossos dias é encontrada dos coração e na face das mães e pais, enfim, familiares, que perdem filhos para a violência, ainda maior quando a população sente a insegurança ao se dirigir até para as igrejas.

Na mensagem dirigida aos fiéis, Dom Paulo Jackson cita a violência sofrida pelas pessoas "numa região insegura". O agreste tem altos indíces de violência.

Na sexta-feira santa, praticou-se homicidio na cidade, o que choca católicos e a população em geral.

A seguir texto do blog de Carlos Eugênio que também repercutiu a citação do bispo de Garanhuns.

 

"Assassinatos e diversos casos de assaltos, roubos e furtos. A insegurança vivida em Garanhuns e nas cidades do Agreste Meridional vem gerando a indignação dos cidadãos comuns e também de autoridades religiosas.

 

Prova disso é que o Bispo Diocesano de Garanhuns, Dom Paulo Jackson, expôs toda a sua indignação com a falta de segurança na Região ao conceder a bênção aos fiéis que participaram da Via Sacra ao Cristo do Magano, na manhã de hoje, dia 14. O Momento foi vivenciado por cerca de 10 mil católicos.

 

 

“Se perguntar, quem de vocês já foi vítima ou na família tem alguém que já foi assaltado, que já foi vítima de violência em nossos dias, tenho certeza que uma imensa maioria levantaria as mãos nesta manhã”, registrou o Bispo Diocesano, que foi além e alertou: “vítimas, sangue derramado em cada esquina (...); de segurança pública que não temos! De um Estado de Pernambuco entregue as baratas, porque segurança pública não Há! Sobretudo neste Agreste de Deus”, chamou a atenção o líder maior da Igreja Católica na Microrregião, ressaltando que o Agreste Meridional é a região mais violenta do Estado.

 

A opinião do Bispo Diocesano de Garanhuns é compartilhada pela grande maioria dos habitantes de Garanhuns e do Agreste Meridional, e de forma geral pelos Pernambucanos. Recente levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisa Uninassau, feito em parceria com o Jornal do Commercio e o portal Leia Já, apontou que a Violência/Segurança, com 41,3%, é considerado o principal problema de Pernambuco nos dias atuais."

 

Blog Carlos Eugênio